• Liliana

A escolha do berço ideal

Atualizado: 7 de Out de 2019



São tantas as opções existentes no mercado que escolher o berço do bebê pode ser uma missão complicada. São vários modelos, estilos, materiais, cores, ... E ainda temos a possibilidade de executar um modelo sob medida, o que torna os cenários infinitos!


Diante disso, como fazer a escolha mais correta?


Como arquiteta, o conselho que posso dar aos pais que estão lendo está matéria é que independente da escolha, priorizem a segurança do seu bebê! No berço a criança vai passar a maior parte das suas horas nos primeiros meses de vida, e também é um dos primeiros espaços que terá para explorar, descobrir e se apropriar. E infelizmente, ele é a causa de muitos acidentes também.


Uma publicação feita pela Revista Americana de Pediatria no ano de 2011 revelou que, somente nos Estados Unidos, em média 26 crianças são internadas diariamente devido a acidentes em berços, moisés e cercadinhos. O que parece um absurdo, pois nestes locais os pais imaginam que a criança está plenamente segura, não é mesmo?!


Bom, aqui no Brasil, o Inmetro exige a certificação compulsória dos berços para venda no mercado nacional, seja em lojas físicas ou virtuais. Sendo que as recomendações de segurança foram revistas no ano de 2016, quando então foi criada a Portaria n°53/2016, que revoga as anteriores, e passa a ser válida em todo o território nacional a partir da data de 02/02/2019.


Uma das principais alterações é a proibição da comercialização de berços (inclusive os menores de 900mm) com laterais móveis, pois dados de monitoramento de acidentes, realizados pelo Inmetro, revelam que este componente é a segunda maior causa de incidentes em berços, já sendo proibidos nos Estados Unidos também, onde em 9 anos, 32 crianças morreram devido a falhas do componente móvel.


No vídeo que postamos no IGTV ( https://www.instagram.com/tv/B3K01bgA6He/ ) eu comento um pouco a mais sobre este assunto, explicando a importância dos padrões do Inmetro estabelecidos para produção/comercialização destes móveis, e que estas regras são válidas inclusive para os projetos personalizados.


Quem está de olho em um berço pronto e quer ter certeza que ele está certificado pelo Inmetro pode acessar o site http://registro.inmetro.gov.br/consulta/. Mas para aqueles que desejam personalizar, fazer sob medida, abaixo deixamos a relação dos principais pontos a serem observados, seguindo a Portaria n°53/2016.


· Arestas, bordas, cantos, componentes pequenos e partes salientes devem ser livres de rebarbas, devendo ser chanfradas ou arredondadas, de forma a impedir que a criança se exponha ao risco de cortes e outros ferimentos.

· Componentes de madeira, à base de madeira ou materiais de origem vegetal devem estar isentos de pentaclorofenol.

· A migração de substâncias dos materiais e superfícies das áreas acessíveis do berço que podem ser tóxicas não podem exceder os limites máximos considerados seguros. (Muitas tintas não podem ser utilizadas em berços devido a sua composição química)

· A distância entre o lado superior da base do berço na sua posição mais baixa, e a parte mais baixa da borda superior da lateral e extremidade do berço deve ser de, pelo menos, 600 mm, para berços tipo 1, e 300 mm, para berços tipo 2, mesmo quando o berço estiver sob carga.

· O diâmetro dos furos e a distância entre dois elementos estruturais das laterais e extremidades devem ser maiores ou iguais que 45 mm e menores que 65 mm.

· O berço deve ser projetado e construído de forma que, quando for utilizado um colchão com dimensões especificadas pelo fabricante, nunca seja possível a formação de espaço maior que 30 mm entre as laterais ou extremidades e o colchão.

· O berço deve ser equipado com barras ou algum outro tipo de barreira em todo o seu perímetro, não podendo possuir laterais ou extremidades móveis.

· Partes pequenas que constituem o berço, situadas na área acessível, agarráveis pela criança, inclusive por seus dentes, e que possam ser indevidamente ingeridas não podem ser removíveis ou se soltarem, de forma a prevenir o risco de engasgamento por ingestão ou inalação. Exemplo: TAMPÕES DE PARAFUSOS.


Aproveite essas dicas para fazer uma escolha consciente, analisando a melhor situação para a sua família. Só no processo não esqueça do mais importante: a segurança do seu bebê.



0 visualização
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Facebook Icon
WhatsApp-icone-pequeno peb.png

QUEM SOMOS

A Hug Kids é uma startup com o objetivo de criar e desenvolver produtos inovadores para auxiliar a reduzir os graves números envolvendo acidentes com crianças de 0 a 14 anos, que é a principal causa de morte no Brasil e o no mundo.

APRENDA MAIS SOBRE COMO EVITAR ACIDENTES

Assine nossa newsletter e receba dicas de como prevenir acidentes

Hug Kids é uma marca da Fato Comércio de Artigos para Casa Ltda. - CNPJ 30.396.341/0001-99

R. Clemente Pinto, 346/1103, Fião, CEP. 93020-620, São Leopoldo, RS, Brasil.

* Os produtos comercializados neste site tem prazo de entrega estimado de 7 a 15 dias, sempre dependendo das condições operacionais dos Correios.

0